Parto Domiciliar - Pedro

No domingo, dia 15 de novembro antes das dez horas da manhã, recebo uma ligação pedindo para que fosse rápido, pois o pai havia relatado que a cabeça estava coroando.

Saí de casa voando, de chinelo no pé, o equipamento estava preparado em cima da mesa da sala e cheguei em 5 minutos. Sou praticamente vizinha da Sintia e Marcelo.

O porteiro, que percebeu toda a agitação disse-me: Que Deus te acompanhe!

E quando entro no apartamento, só consigo levar minhas duas mãos à boca. As duas primeiras fotos saíram trêmulas e na terceira já me acalmei...rs.

Quem manda é a natureza!!!

Pedro estava no colo de sua mãe e o papai Marcelo estava embebido em uma emoção sem fim.

Mas ali continuamos em silêncio, com muita tranquilidade, pois o parto só termina depois que a placenta sai!

E como fiquei encantada com esse parto domiciliar, e como aprendo tanto a cada parto, e como acho incrível minutos depois a mãe se levantar, ir tomar seu banho, voltar e sentar na cama para acompanhar a avaliação do bebê. Sua mão sempre o tocando, aquecendo-o e lhe dando segurança, querendo dizer: olha meu pequeno, estou aqui, conectada a você.

No final, tem a famosa foto com todo mundo e a família fez questão da minha presença. Fiquei toda boba, né!!!

Marcelo o pai mais babão do momento me disse: as pessoas do bem, sempre acabam se encontrando.

Termino aqui...chorando de emoção!!!

Ao nascer um bebê,eis que nasce uma família,um amor incondicional, que não tem explicação e uma coragem que não sabíamos que existia.

Featured Posts
Recent Posts
Search By Tags
Follow Us
  • Facebook Classic
  • Twitter Classic
  • Google Classic

© Criado por Débora Silveira Fotografia